notification icon
Gostaríamos de mantê-lo atualizado com notificações.
8 Tipos de Chapéus para a sua chaminé!
8 Tipos de Chapéus para a sua chaminé!

Todas as chaminés precisam de uma terminação, a que chamamos “chapéu”, para evitar que entre água para o interior do seu equipamento. Muitas vezes a escolha do chapéu certo é a diferença entre o bom ou mau funcionamento do seu equipamento. Há alguns fatores que deve ter em conta na hora de escolher qual a solução mais adequada para a sua instalação, nomeadamente:

- Tipo de combustível: lenha, pellets, gás, etc.;

- Tipo de equipamento: Salamandra, recuperador, exaustor, máquina de secar, etc.;

- Se é uma zona ventosa ou não;

- Se é uma zona de muita chuva;

Existem várias opções, e por isso deixamos-lhe abaixo uma breve explicação da função de cada um deles.

Chapéu Chinês:

chapeu simples /chinês

É talvez o chapéu mais conhecido no mercado e o mais utilizado. Também conhecido como chapéu simples, tem como principal função evitar a entrada de água da chuva pela chaminé. Este é o chapéu mais económico. Não é aconselhado para zonas muito ventosas ou de muita chuva.

Chapéu com aba:

chapeu com aba

É também conhecido por “chapéu antirretorno” e tem como função evitar a entrada da chuva e com a sua aba evitar que o vento condicione a saída de fumos. Por esse motivo pode ser utilizado em zonas ventosas.

Chapéu Persiana:

chapeu persiana

Este chapéu é constituído por vários anéis e tem como principal função evitar a entrada de chuva pela chaminé. É um chapéu eficaz e muito procurado pelo seu design.

Chapéu Crista de Galo:

crista de galo

É um chapéu rotativo adequado a zonas particularmente ventosas. Com a ação do vento sobre o seu defletor, o chapéu tende a orientar-se de forma a evitar o retorno de fumos e a entrada de chuva pela chaminé. É recomendada uma manutenção anual recorrendo ao uso de massa consistente.

Chapéu H:

chapeu h

Este chapéu obteve esta denominação devido ao seu aspeto, pode ser utilizado na vertical ou na horizontal dependendo da finalidade para que é utilizado. No caso de ser utilizado em recuperadores de calor ou salamandras deverá ser colocado na vertical. Distingue-se pela sua grande capacidade em evitar que a ação do vento condicione a saída de fumos. Apresenta também uma boa estanqueidade à água da chuva. Adequado para zonas ventosas. Em alternativa, poderá ser utilizado em exaustores, salamandras a pellets, ventilação, esquentadores, máquinas de secar, etc, sempre na horizontal. Assegura uma melhor exaustão quando comparado com a grelhas convencionais.

Girândola:

girandola

A girândola é um extrator eólico que garante uma ajuda notável na aspiração de fumo, desde que não seja sujeito a altas temperaturas. É igualmente indicado para aplicação na ventilação e renovação de ar em armazéns, sótãos, wc’s, etc. Utiliza a energia do vento para criar efeito “vácuo” na conduta e desta forma forçar a tiragem.

Chapéu para pellets:

chapee pellets

Tal como a sua designação indica, foi especialmente concebido para aparelhos de pellets. Garante a máxima estanqueidade à água da chuva e ao vento. Está particularmente, desenhado para instalações horizontais. Comparativamente com outros chapéus de parede, a longo prazo, a ação dos fumos/gases degradam menos a tinta das paredes.

Bico de Pato:

bico de pato

Também conhecido como “ponta sutada” ou "saída com rede", é nada mais do que a ponta da um tubo de inox com uma rede. Utiliza-se para uma grande diversidade de instalações horizontais. Tem como funções permitir exaustão de fumos e evitar a entrada de chuva na instalação. Adequado para instalações AVAC.

E importante ter sempre em conta a o diâmetro dos tubos para que sejam compatíveis, e no caso de serem isolados escolher também opções compatíveis. 

Esperamos que esta informação tenha sido útil, tem dúvidas? Fale connosco através do nosso Whatsapp.

Partilhar: